Em Semana da África, Guterres destaca parceria entre ONU e União Africana
BR

16 outubro 2017

Secretário-geral defendeu que Agendas 2030 e 2063 devem estar “estrategicamente alinhadas”; tema do encontro este ano é centrado no apoio a uma África integrada, próspera, pacífica e centrada nas pessoas.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Começou nesta segunda-feira, na sede da ONU em Nova Iorque, a Semana da África 2017. O tema este ano é "Apoiando uma África integrada, próspera, pacífica e centrada nas pessoas: na direção da implementação da Agenda 2063 e da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável".

Na abertura do encontro de alto nível, o secretário-geral da ONU, António Guterres, destacou avanços do continente nos últimos anos, como redução da pobreza, diversificação da economia e em áreas como educação e saúde.

Agendas

Segundo Guterres, para que a população da África possa se beneficiar plenamente dessas ações importantes, as Agendas 2030 e 2063 devem estar “estrategicamente alinhadas”.  O primeiro plano de ação prevê objetivos de  desenvolvimento sustentável para o mundo e o segundo para o continente africano.

O secretário-geral lembrou que há alguns meses a ONU e a União Africana realizaram sua primeira conferência anual onde foi assinada uma nova plataforma para aumentar a parceria entre as duas organizações na área de paz e segurança.

Ele declarou que esta plataforma fornece uma base para cooperação em prevenção, alerta precoce, mediação e gestão de conflito, ressaltando trabalho conjunto para manter paz e segurança e abordar mudança climática em conformidade com o Acordo de Paris.

Guterres disse ainda que, no momento, as organizações estão trabalhando em um quadro conjunto sobre desenvolvimento sustentável e implementação das Agendas 2030 e 2063. Para ele, essas ações “ilustram o aumento da parceria estratégica entre a União Africana e a ONU”.

Semana da África

A Semana da África 2017 incluirá discussões sobre diversos assuntos relacionados à implementação dos objetivos estabelecidos nas duas agendas.

Lançada em 2010, a iniciativa discute diversas prioridades de desenvolvimento do continente, cobrindo áreas como paz, segurança, governança, direitos humanos e desenvolvimento socioeconômico e ambiental.

Notícias Relacionadas:

Semana da África na ONU coloca pessoas no centro das atividades

África: ciclones e deslizamentos custaram de US$ 10 mil milhões em 20 anos

Investir em mulheres é "central" para paz sustentável na RD Congo e Nigéria 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud