Dia Internacional da Menina promove empoderamento e proteção

11 outubro 2017

ONU Mulheres pretende destacar e abordar necessidades e desafios enfrentados pelas residentes em zonas de conflito; mulheres e crianças são mais de três quartos dos refugiados ou deslocados.

Denise Costa da ONU News, em Nova Iorque.

As Nações Unidas revelaram que o mundo tem 1,1 mil milhões de meninas e cada uma delas merece oportunidades iguais para um futuro melhor. O grupo é considerado “uma fonte de energia, poder e criatividade”.

Foco

Esta quarta-feira 11 de outubro, celebra-se o Dia Internacional da Menina com tema: EmPOWER girls: Before, during and after conflict" ou EmPODERAR meninas: Antes, durante e depois do conflito, em tradução livre.

A data pretende destacar e abordar as necessidades e os desafios enfrentados pelo grupo, promovendo o empoderamento e o cumprimento dos direitos humanos.

Vulneráveis

A ONU Mulheres lembra que mulheres e crianças são mais de três quartos dos que se tornaram refugiados ou deslocados internos. As mulheres e meninas são as mais vulneráveis em tempos de crise.

Elas enfrentam maiores riscos de violência sexual e de género, bem como danos aos seus meios de subsistência. As meninas são quase três vezes mais propensas a faltar à escola durante desastres do que os meninos. E elas são muitas vezes forçadas a casar como forma de garantir a sua segurança.

ONU Mulheres

No Dia Internacional da Menina, a ONU Mulheres pede que o mundo invista na formação de habilidades e na educação para as meninas, e em atividades de subsistência para jovens que enfrentam conflitos.

De acordo com a entidade da ONU, longe de serem beneficiários passivos de assistência, essas meninas são líderes que vão usar as habilidades que desenvolverem para reconstruir as suas comunidades e criar um futuro melhor para todos.

O Dia Internacional da Menina é comemorado desde 2012 e a hashtag oficial para a data é: #DayOfTheGirl.