OIM apoia plano para aumentar número de profissionais africanas no mar

5 outubro 2017

Organização Marítima Internacional integra grupo de entidades que querem reforçar parceria na África Oriental e Austral; Moçambique faz parte das 11 nações da região que recentemente adotaram estratégia nas Seichelles sobre mulheres na área marítima.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Marítima Internacional, OMI, quer que os seus Estados-membros tenham mais mulheres profissionais da área marítima.

De acordo com a agência é essencial que redes e associações femininas de cada região criem uma plataforma que aborde questões de género e o apoio entre mulheres para que evoluam nessa área profissional na África Oriental e Austral.

Plano

Recentemente, autoridades marítimas regionais abordaram o tema nas Seichelles com participantes de países como Etiópia, Quénia, Madagáscar, Malauí, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Somália, Sudão do Sul, Uganda e Tanzânia.

No fim da conferência, na semana passada, a Associação Mulheres no Setor Marítimo da África Oriental e Austral, Womesa, lançou o plano regional.

A conferência também adotou uma resolução sobre as obrigações e as responsabilidades do grupo africano para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs e metas relacionadas.

Trabalho

A ideia é garantir que o sucesso das metas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável seja harmonizado com o programa de trabalho da associação.

A resolução também prevê um reforço de parcerias estratégicas entre a Womesa e entidades como União Africana, Associação Africana de Proprietários de Navios, Associação de Gestão Portuária da África Oriental e Austral e a OMI.

A parceria quer uma cooperação mais forte para a busca de programas que capacitem as profissionais marítimas para uma melhor implementação dos ODSs e da Agenda 2063 para o desenvolvimento de África.

Notícias relacionadas: 

São Tomé e Príncipe quer mais ambição em fundos contra mudança do clima 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud