Unicef amplia ações na América Latina e Caribe devido a desastres naturais
BR

28 setembro 2017

Vice-diretor de programas de emergência da agência ressaltou que crianças na região enfrentaram “desastres naturais de proporções épicas em setembro”; para apoiar sua resposta humanitária em Cuba, Haiti, México e partes do Caribe, Unicef fez um apelo de US$ 18,1 milhões.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Para ajudar crianças e famílias atingidas por uma série de desastres naturais que arrasaram países na América Latina e no Caribe, o Fundo dos Nações Unidas para a Infância, Unicef, anunciou essa quarta-feira o aumento de sua resposta humanitária na região.

O vice-diretor de programas de emergência no Unicef, Grant Leaity, ressaltou que crianças na região enfrentaram “desastres naturais de proporções épicas em setembro”.

Implacável

Com quatro furacões seguidos, incluindo o Irma, o maior já registrado no Atlântico, e dois grandes terremotos no México, Leaity declarou que as últimas semanas foram “implacáveis”.

No último mês, quatro furacões grandes, categoria 3 ou maior, passaram pelo Caribe e o Oceano Atlântico. Irma, José, Katia e Maria causaram grandes danos em ilhas da região e também no continente, nas Américas Central e do Norte. Milhões de pessoas foram afetadas e centenas de milhares ficaram desabrigados.

Desde que dois terremotos, com apenas 12 dias de diferença, causaram danos e destruição no centro do México, a região teve mais de 4 mil réplicas, incluindo um tremor de 6.1 de magnitude em 23 de setembro.

Segundo o Unicef, até 7 milhões de crianças vivem nas áreas atingidas e milhares perderam suas casas e estão sem acesso a serviços básicos.

Emergência 

Em toda a região, o Unicef aumentou uma resposta de emergência para fornecer a crianças em situação vulnerável serviços de proteção, água, saneamento, higiene, saúde e educação.

A cantora e atriz Thalia, embaixadora da agência da ONU no México, visitou o centro de operações do Unicef essa semana e defendeu ser “absolutamente essencial que crianças que passaram por esses eventos traumáticos recebam o apoio psicossocial que precisam”.

No México, a agência está trabalhando com parceiros em áreas atingidas pelo terremoto para montar escolas temporárias, promover orientações sobre segurança, treinar professores em apoio psicológico e distribuir material de ensino e kits de desenvolvimento voltados à primeira infância.

Para crianças e famílias atingidas pelos furacões, o Unicef está agindo com parceiros e governos locais para fornecer assistência imediata incluindo acesso à água limpa, saneamento, higiene e apoio psicossocial.

Outras ações são voltadas a garantir que as crianças possam voltar à escola o mais rápido possível.

Para apoiar sua resposta humanitária no México, Cuba, Haiti e partes do Caribe, o Unicef fez um apelo de US$ 18,1 milhões.

Notícias Relacionadas:

Em evento sobre Furacão Irma, Guterres ressalta perigos da mudança climática

ONU pronta para assistir o México após terremoto

ONU confirma que furacão Irma quebrou "série de recordes" 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud