Países assinam Tratado de Proibição de Armas Nucleares na ONU
BR

20 setembro 2017

Evento especial será acompanhado de cerimónia sobre o dia de eliminação do tipo de armamento; Portugal e Timor-Leste apresentam-se na tribuna da Assembleia Geral para os segundos dias de debates.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

O debate anual de líderes internacionais na ONU entra pelo segundo dia nesta quarta-feira, quando discursam mais dois países lusófonos Portugal e Timor-Leste. São cerca de 20 nações na agenda de pronunciamentos que ocorrem na parte da manhã e de tarde em Nova Iorque.

O outro evento que deverá merecer atenção será o de assinatura do Tratado de Proibição de Armas Nucleares.

Eliminação

A Assembleia Geral tem prevista uma reunião especial para assinalar antecipadamente o Dia Internacional para a Eliminação Total das Armas Nucleares, marcado em 26 de setembro.

No Conselho de Segurança decorre uma sessão ministerial sobre a reforma das operações de paz da ONU.

A série de eventos paralelos nas Nações Unidas inclui debates sobre os conflitos no Sudão do Sul e na Líbia.

As reuniões discutem ainda o financiamento da educação para todos, as perspetivas da resposta humanitária e o lançamento de uma iniciativa sobre o igualdade de gêneros que junta a União Europeia e as Nações Unidas.

O tema do uso de tortura em interrogatórios será destacado em outro dos eventos paralelos marcados para esta quarta-feira.

*Apresentação: Laura Gelbert Delgado.

Notícias relacionadas:

ONU inicia nesta terça debates da 72ª sessão da Assembleia Geral

Perante "ameaças e testes", Guterres pede união pela paz

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud