Assembleia Geral: novo presidente quer “soluções concretas” para problemas mundiais
BR

12 setembro 2017

Tema escolhido por Miroslav Lajčák para a 72ª sessão do órgão é “concentrando-se nas pessoas: lutando pela paz e uma vida digna para todos em um planeta sustentável”; secretário-geral destacou potencial de transformação da era atual.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Na abertura da 72ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que “apesar dos conflitos de hoje e do opressor impacto diário da pobreza”, continua convencido de que esta é muito mais uma era com potencial de transformação.

Guterres desejou que a nova sessão tome “medidas ousadas para aproveitar essas oportunidades” enquanto a ONU continua a servir "nós, os povos".

Soluções concretas

O secretário-geral deu os parabéns ao novo presidente da Assembleia Geral, Miroslav Lajčák, da Eslováquia.

image
Presidente da 72ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Miroslav Lajčák. Foto: ONU.

Guterres saudou a escolha de Lajčák como tema para o próximo ano: “Concentrando-se nas pessoas: lutando pela paz e uma vida digna para todos em um planeta sustentável”.Em entrevista à ONU News, o novo presidente da Assembleia Geral disse esperar que a 72ª sessão do órgão seja produtiva e resulte em “muitas soluções concretas para os problemas do mundo”.

Nesta terça-feira, o secretário-geral nomeou o diplomata de Fiji Peter Thomson, presidente da 71ª sessão da Assembleia Geral da ONU como Enviado Especial para os Oceanos.

Notícias Relacionadas:

ONU deve liderar "aumento da diplomacia" para paz, diz Guterres