Maior controlo ajuda a combater cólera em campo com 44 mil na Nigéria

31 agosto 2017

Mais de 60 casos e cinco mortos ocorreram no acampamento de deslocados de Muna Garage em Borno; receio é que doença se espalhe com problemas de acesso à água potável, fracas condições de higiene e carência alimentar.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou que atua com vários parceiros para ajudar as autoridades sanitárias a conter o surto de cólera num acampamento com 44 mil deslocados internos no nordeste da Nigéria.

Muna Garage está situado nos arredores na cidade de Borno, no estado de Maiduguri. O local registou um total de 69 casos e cinco óbitos.

Assistência

Os moradores são vítimas de confrontos e da fome no estado nordestino onde 7 milhões de pessoas precisam de assistência médica. Pelo menos 60% das unidades de saúde não funcionam em pleno.

Para a OMS é essencial detetar e responder rapidamente aos casos suspeitos não apenas para controlar surtos mas porque podem se espalhar rapidamente nas áreas onde o acesso à água potável é limitado.

A agência destaca que a forte vigilância e o controlo ditaram a deteção precoce do atual surto. Outros fatores que podem contribuir para o alastramento da doença são as fracas condições de higiene e de saúde das populações que são afetadas pela falta de alimentos.

Campanha

As ações de resposta incluem a abertura de um novo centro de tratamento de cólera, o aumento de ações de divulgação sobre o risco de contrair a doença e a análise de uma possível campanha de vacinação por via oral.

A agência colocou kits de doenças diarreicas para dar resposta imediata em Borno e treinou 56 profissionais que incluem médicos, enfermeiros, técnicos de laboratório e farmacêuticos para lidar com a cólera.

A OMS posicionou equipas no local para garantir não apenas o seguimento dos casos, mas também para evitar a contaminação. Várias agências atuam para melhorar as condições de água e de saneamento nos acampamentos.

Notícias relacionadas:

Nigéria: Número de crianças usadas como bombas subiu quatro vezes num ano

ONU diz que autores de terrorismo na Nigéria têm de ser responsabilizados

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud