ONU apoia novo projeto sobre resiliência em áreas da costa em Moçambique

29 agosto 2017

Projeto quer analisar vulnerabilidade e riscos climáticos de comunidades de várias áreas de Maputo; riscos das populações da área incluem perda de vida e bens comunitárias.

Ouri Pota, da ONU News em Maputo.

A capital de Moçambique, Maputo, passa a contar com uma nova iniciativa ambiental que envolve o Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Mitader,  e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma.

As bases do projeto de assistência técnica, investimento em capacitação de comunidades e resiliência foram explicados à ONU News, da cidade moçambicana por Eva Comba que representou a agência no ato de lançamento.

Mangais

“Este projeto tem como objetivo aumentar a resiliência das comunidades da zona costeira do grande Maputo, através da adaptação as mudanças climáticas baseada em ecossistemas. Por um exemplo, a restauração dos mangais que permitem controlar a erosão costeira, reduzir as inundações e proteger as comunidades dos efeitos das tempestades.”

A ideia é que várias comunidades sejam beneficiadas pela iniciativa que antes vai avaliar o risco e a vulnerabilidade, segundo o ponto focal nacional do Projecto Eba Alexandre Bartolomeu. Ele chefia a Repartição de Gestão do Ambiente Marinho no Mitader.

Recursos naturais

“Esta é uma oportunidade ímpar de traduzir os compromissos em ações concretas para alívio da pobreza por um lado. Por outro lado, a gestão e o uso racional dos recursos naturais, em particular ao ecossistema associado ao mangal, e também o que chamamos de terras húmidas de importância que temos na região.”

A consultora internacional Leisa Perch afirma que o sucesso do projeto contribui para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis, ODSs, 5, 13 e 17.

Criar investimentos

“Se fazemos bem as nossas atividades, parcerias, investimentos na área de adaptação podemos também ajudar a geração de renda, no aumento de trabalho decente que podem criar investimentos para as comunidades; empregos para outros, contribuir para redução de pobreza e segurança alimentar e também no nosso foco, incluímos a contribuição para a igualdade do género”

O passo dado com o início da semana é a conceção do projeto, um dos passos necessários e exigido em projetos do Fundo Global de Meio Ambiente.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud