Na ONU, países voltam a debater limites da plataforma continental
BR

15 agosto 2017

Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar inclui todos as nações países de língua portuguesa; ministra do Mar de Portugal falou à ONU News, à margem da Conferência sobre os Oceanos em junho, a respeito dos benefícios do mar para as nações da lusofonia.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

Esta semana, as Nações Unidas realizam, em Nova Iorque, a 44ª. sessão da Comissão sobre os Limites da Plataforma Continental. Conhecida como uma faixa de terra submersa, a plataforma está presente em todos os litorais de todos os continentes.

Estados costeiros

Vários membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, participam da reunião, que ocorre a portas fechadas. Muitos Estados costeiros já aplicaram as recomendações da Comissão e depositaram dados e a demarcação de seus limites da plataforma continental.

De acordo com a ONU, até março a Comissão já havia recebido 82 inscrições de 67 nações costeiras e espera obter ainda mais.

A ministra do Mar de Portugal, Ana Paula Vitorino, falou à ONU News durante sua participação na Conferência sobre os Oceanos, o início de junho, e destacou a importância do tema para os países que integram a Cplp.

Biodiversidade

“De facto, da nossa ‘língua vê-se o mar’. A nossa língua com toda diversidade e riqueza e o respeito pela diversidade. E ao olhar para o mar é exatamente isso. Mas no mar temos que aplicar os mesmos princípios que existem em Terra. É o respeito pelo ambiente, o respeito pela biodiversidade. O respeito por aquilo que é mais profundo a nós próprios que é o respeito pela essência das coisas. E é isso que nós temos que fazer ao mar. E é isso que nos habituamos a fazer uns aos outros e por isso o sucesso da Cplp.”

Além da língua portuguesa, todos os países lusófonos têm em comum também saídas para o mar ou uma “janela para os oceanos.

Este ano, a ONU celebra o vigésimo aniversário do estabelecimento da Comissão sobre os Limites da Plataforma Continental.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud