Venezuela: Escritório da ONU lamenta mortes no fim de semana
BR

31 julho 2017

Pelo menos 10 pessoas teriam morrido em meio a manifestações sobre eleições para a Assembleia Constituinte;  órgão pediu que investigação sobre mortes seja “rápida, eficaz e independente” e apelou por plena cooperação do governo.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

O Escritório do alto comissário da ONU para os Direitos Humanos afirmou nesta segunda-feira lamentar que pelo menos 10 pessoas tenham morrido na Venezuela no fim de semana, em meio a manifestações relacionadas às eleições para a Assembleia Constituinte.

Em Nova Iorque, o porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, disse aos jornalistas que o órgão pediu que a investigação sobre as mortes seja “rápida, eficaz e independente” e fez um apelo ao governo para que coopere plenamente com tais investigações.

Manifestações

O Escritório de Direitos Humanos também expressou preocupação que as autoridades venezuelanas continuem violando o direito à reunião pacífica dispersando violentamente os manifestantes.

O órgão pediu às autoridades que interrompam o uso de “força excessiva para reprimir manifestações” e que garantam que o direito à reunião pacífica seja respeitado. O Escritório pediu ainda a todas as partes que evitem o uso de violência.

Notícias Relacionadas:

ONU muito preocupada com risco de mais violência na Venezuela

Acnur diz que desde o início do ano, 52 mil venezuelanos já solicitaram asilo

ONU pede à Venezuela que pare com violência e assédio a opositores 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud