ONU muito preocupada com risco de mais violência na Venezuela
BR

28 julho 2017

Em nota, Alto Comissariado de Direitos Humanos lembrou realização de eleições para uma Assembleia Constituinte, marcada para domingo; para Nações Unidas, eleitores não são obrigados a votar e quem quiser participar deve ter liberdade para fazê-lo.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

A ONU informou que está preocupada com o risco de mais violência na Venezuela às vésperas das eleições para uma Assembleia Constituinte no país, marcadas para este domingo.

O comunicado foi feito nesta sexta-feira na sede do Alto Comissariado de Direitos Humanos em Genebra.

Solução política

A porta-voz Liz Throssell afirmou que a vontade ou não do povo venezuelano de participar da votação tem de ser respeitada.

A crise política na Venezuela entre simpatizantes e opositores do governo do presidente Nicolás Maduro tem despertado a preocupação também do secretário-geral da ONU, António Guterres, que já emitiu notas pedindo a todos os lados que busquem o diálogo e uma solução política.

Segundo a ONU ninguém deve ser obrigado a votar e quem quiser ir às urnas no domingo deve ter o direito de eleger livremente.

O Escritório de Direitos Humanos da ONU pediu às autoridades que lidem com qualquer protesto contra a Constituinte de acordo com os padrões internacionais de direitos humanos.

O governo proibiu qualquer manifestação popular até terça-feira, 1º de agosto.

A ONU encerrou dizendo esperar que a votação de domingo ocorra de forma pacífica e apelou ao governo para que os direitos à liberdade de expressão e reunião sejam garantidos na Venezuela.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud