Acnur promove campeonato de futebol de migrantes e refugiados no Brasil
BR

27 julho 2017

Competição amistosa vai contar com seis times e terá início no próximo domingo; agência da ONU diz que o esporte é um meio efetivo de integração porque promove a sociabilização, propicia a vivência do lazer e atua como um exercício de saúde mental.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

A agência da ONU para Refugiados, Acnur, vai promover a partir deste fim de semana um campeonato amistoso de futebol entre migrantes e refugiados em São Paulo, no Brasil.

Essa será a 4ª edição da Copa de Integração, que vai reunir também solicitantes de refúgio que residem na cidade. Além do Acnur, participam da preparação do evento a organização África do Coração, a Caritas Arquidiocesana de São Paulo, o Sesc-SP, e as empresas Netshoes e Sodexo.

Visibilidade

A chefe do escritório da agência da ONU em São Paulo, Isabela Mazão, afirmou que “o esporte é um meio efetivo de integração porque promove a sociabilização, propicia a vivência do lazer e atua como um exercício de saúde mental para essas pessoas que enfrentaram situações muito delicadas”.

Segundo ela, “a Copa da Integração traz uma visibilidade muito positiva ao contexto das pessoas em situação de refúgio, reforçando suas capacidades e resiliência”.

O refugiado congolês e idealizador do projeto, Jean Katumba, vive no Brasil há quatro anos. Ele disse que o campeonato “é uma forma de valorizar as diferenças, sejam elas de gênero, cultura, nacionalidade ou idade”.

Diversidade

Katumba explicou que “essas diferenças são apenas elementos que enriquecem a sociedade, contribuindo para o respeito e para a diversidade”.

Os jogos serão realizados no Sesc Itaquera, a partir das 10 da manhã do próximo domingo e vão contar com algumas regras especiais.

Por exemplo, as equipes serão compostas de forma mista, envolvendo em um mesmo time homens e mulheres de diferentes nacionalidades.

As pessoas que participarão da Copa de Integração são provenientes de mais de 20 diferentes países e são moradores dos abrigos públicos de São Paulo.

Além da Copa da Integração, todas as organizações e parceiros institucionais estão envolvidos na realização da IV Copa dos Refugiados, que acontecerá em agosto, nos dias 13, 20 e 27.

Este outro campeonato será disputado por 16 seleções compostas também por pessoas refugiadas que residem em São Paulo.

Notícias relacionadas:

Acnur quer fim da atual política de imigração da Austrália

Acnur diz que desde o início do ano, 52 mil venezuelanos já solicitaram asilo