FAO: US$ 185 milhões necessários para apoiar 3,2 milhões de somalis

25 julho 2017

Agência da ONU informou ter recebido apenas 55% dos recursos necessários; FAO alertou que o mundo está a enfrentar uma das maiores crises alimentares dos últimos 70 anos, com 20 milhões de pessoas em risco de fome em quatro regiões: Iémen, nordeste da Nigéria, Somália e Sudão do Sul.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, afirmou que precisa de US$ 185 milhões para apoiar 3,2 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar na Somália.

Em uma conta nas redes sociais, a agência da ONU ressaltou que até o momento recebeu apenas 55% dos recursos necessários.

Quatro países

A FAO alertou que o mundo está a enfrentar uma das maiores crises alimentares dos últimos 70 anos, com 20 milhões de pessoas em risco de fome em quatro países: Iémen, Nigéria (na região nordeste), Somália e Sudão do Sul.

Segundo a agência, se nenhuma ação for tomada, outros 10 milhões de pessoas serão ameaçadas pela fome. No Sudão do Sul, situação de fome já foi declarada em alguns locais do país.

Catástrofe humanitária

Para evitar uma “catástrofe humanitária” nos quatro países nos próximos meses, é preciso aumentar o apoio com meios de subsistência e oportunidades de renda para as famílias afetadas, segundo a FAO.

A agência defendeu que apoiar a agricultura agora não é apenas investir na produção de alimentos hoje, mas na segurança alimentar de amanhã.

Notícias Relacionadas:

Vítimas de insegurança alimentar aumentam para 16 milhões na África Oriental

Papa Francisco doa quase US$ 30 mil para emergências da FAO na África

ONU reitera que vai ajudar a promover estabilidade e avanço da África 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud