Representante da ONU diz que “integração” é o foco agora na Colômbia
BR

30 junho 2017

Jean Arnault fez a declaração em pronunciamento no Conselho de Segurança; ele reforçou a importância do Estado de direito, do aumento da segurança e de levar justiça às vítimas do conflito.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O representante especial do secretário-geral da ONU para a Colômbia, Jean Arnault, afirmou que o foco agora no país é a “integração”.

Ele fez a declaração em pronunciamento no Conselho de Segurança onde citou o progresso alcançado no acordo de paz colombiano, especialmente com a finalização do processo de entrega das armas pelas Farc-EP, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia-Exército do Povo.

Reintegração

Segundo Arnault, agora os envolvidos no processo de paz devem lidar com outros aspectos do acordo, como por exemplo a reintegração dos ex-combatentes e milícias das Farc-EP.

Ele explicou que entre esse grupo “ainda existe uma profunda sensação de incerteza em relação à segurança física depois do desarmamento e também pelo seu futuro socioeconômico”.

O representante da ONU mencionou a atenção que deve ser dada aos setores mais vulneráveis da sociedade, ao Estado de direito, ao aumento da segurança e que a justiça deve ser levada às vítimas do conflito que durou 50 anos.

No Conselho de Segurança, Jean Arnault citou a convicção expressada pelo presidente colombiano Juan Manuel Santos e pelo chefe das Farc-EP, Timoleon Jimenez, na cerimônia final da entrega das armas.

No evento, José Manuel Santos afirmou que “valeu a pena ser presidente da Colômbia” por alcançar e viver aquele dia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud