OMS promove treinamentos de trauma para profissionais da saúde sírios
BR

30 junho 2017

Capacitação ajuda médicos a lidarem com casos de exposição a gases químicos, além de queimaduras e lesões por esmagamento na Síria; agência trabalha para superar a diferença de gênero nos treinamentos.

Michelle Alves de Lima, da ONU News em Nova Iorque.

Treinamentos promovidos pela Organização Mundial da Saúde, OMS, na Turquia têm ajudado médicos a lidarem com casos de exposição a gases químicos, além de queimaduras e lesões por esmagamento na Síria.

Os cursos de trauma grave têm duração de uma semana. Após esse período, os profissionais da saúde retornam capacitados a aplicarem seu conhecimento em hospitais e clínicas no norte da Síria.

Horas de ouro

A capacitação cobre o que fazer antes e depois de o paciente chegar ao hospital. “Essas são as ‘horas de ouro’ da fase pré-hospital”, diz o especialista de Saúde de Cirurgia e Gerenciamento de Trauma da OMS na Turquia, Mohammed El Gazzar. O médico se refere ao curto período de tempo que os socorristas têm para salvar uma vida.

Durante o treinamento, os profissionais praticam em bonecos habilidades como a intubação. Em exercícios dentro da Síria, equipes de ambulância, defesa civil e forense aprendem sobre protocolos de descontaminação após ataques químicos. O curso e os treinadores são monitorados por videoconferência pelo Dr. El Gazzar, que fica na Turquia.

Gênero

Agora, a OMS trabalha para superar a diferença de gênero nos treinamentos, já que na Síria, dependendo do contexto, pode ser mais apropriado culturalmente para as mulheres prestarem cuidados práticos às pacientes do sexo feminino. Segundo Yasmin, participante de um dos cursos da OMS, “não há funcionárias do sexo feminino suficiente para fazer a descontaminação”.

A capacitação oferecida pela OMS ajuda os socorristas a permanecer seguros e salvar vidas. Esses treinamentos de trauma são financiados pelas Operações Europeias de Proteção Civil e Ajuda Humanitária – ECHO, na sigla em inglês.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud