Guterres destaca profunda ligação entre água, paz e segurança
BR

6 junho 2017

Secretário-geral da ONU disse que no Conselho de Segurança “a escassez de água representa uma preocupação crescente”; ele disse que em 2050, pelo menos uma entre quatro pessoas estará vivendo num país com falta de água crônica.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que “a água, a paz e a segurança estão inextricavelmente ligadas”.

Em pronunciamento no Conselho de Segurança sobre diplomacia preventiva e águas transfronteiriças, Guterres disse que a demanda por água doce deve aumentar mais de 40% até a metade do século.

2050

Falando em espanhol, o chefe da ONU disse que até 2050, pelo menos uma em cada quatro pessoas estará vivendo em um país onde a falta de água doce é crônica ou periódica.

Segundo Guterres, com a mudança climática tendo um impacto cada vez maior, a escassez de água é uma preocupação crescente. Além disso, as tensões pelo acesso à água já estão aumentando em todas as regiões.

O secretário-geral deixou claro que “sem um manejo eficaz dos recursos hídricos, o mundo corre o risco de intensificar os riscos de disputas entre comunidades e setores e aumentar as tensões entre países”.

Guterres declarou que 75% dos Estado-membros da ONU compartilham rios ou lagos com seus vizinhos. Grandes bacias hidrográficas, como o Nilo, o Indo, Ganges, Eufrates e o Mekong fornecem um meio de vida econômico, comercial e cultural de subsistência para as comunidades ribeirinhas.

Diálogo

O chefe da ONU afirmou que ao todo, existem mais de 270 bacias hidrográficas compartilhadas no mundo. Elas servem como fonte primária de água potável para aproximadamente 40% da população global.

Por isso, Guterres disse que é essencial que os países cooperem para garantir que a água seja compartilhada igualmente e usada de forma sustentável. Para ele, o bem natural é um catalisador para cooperação entre nações.

Na segunda metade do século 20, 287 acordos internacionais sobre água foram firmados.

O secretário-geral afirmou que as Nações Unidas promovem mediação e diálogo como ferramentas eficazes para prevenir e resolver disputas sobre água e outros recursos naturais.

Notícias relacionadas:

Debate: Aproveitar recursos dos oceanos de forma sustentável

Leonardo DiCaprio defende Acordo de Paris como solução para os oceanos

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud