Somália: OMS, Unicef e governo lançam campanha de vacinação para sarampo

23 maio 2017

Segundo Organização Mundial da Saúde, doença é endémica no país do Corno de África, mas o número de casos é maior em 2017 do que em anos anteriores; Desde o início do ano, foram registados 7694 casos suspeitos.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Mudial da Saúde, OMS, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e o governo da Somália lançaram uma campanha de vacinação preventiva contra o sarampo em comunidades para deslocados internos nas regiões de Banadir e Afgoye.

A iniciativa é voltada para crianças a partir de seis meses e menores de cinco anos. Segundo a OMS, a doença é endémica na Somália, mas o número de casos é maior em 2017 do que em anos anteriores.

Fome

Desde o início do ano, o país do Corno de África registou 7.694 casos suspeitos de sarampo. Destes, 26% foram informados na região de Banadir.

Para a agência da ONU, o alto número pode ser atribuído a condições ocorridas antes da fome e ao deslocamento de populações de áreas rurais para urbanas em todo o país devido à seca.

Seca

A grave estiagem resultou na perda de produção agrícola, gado e acesso à água limpa. Calcula-se que 680 mil pessoas foram forçadas a deslocar-se desde novembro do ano passado devido à seca que seguiram para abrigos lotados que tornaram as populações vulneráveis a doenças como o sarampo.

A OMS informou que crianças internamente desalojadas, especialmente as menores de cinco anos, têm risco maior de sarampo devido à desnutrição.

A campanha de vacinação também vai fornecer aos menores vitamina A e um medicamento para verme intestinal. A iniciativa está a ser implementada nas regiões de em Danyile, Dharkenley, Hodan, Kaxda e no corredor de Afgoye.

O apoio da OMS ao programa inclui apoio técnico, formação, gestão de dados, monitoramento e avaliação. A campanha decorrerá até 25 de maio e terminar logo antes do início do Ramadão.

Notícias Relacionadas:

Guerra no Iémen leva refugiados somalis a voltarem para casa

OMS alerta o mundo para evitar ciclo de fome e doenças na Somália

ONU quer mais US$ 900 milhões para ajudar 6 milhões na Somália 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud