Clip: português e autodeterminação de Timor-Leste

19 maio 2017

Em declarações feitas à ONU News antes da festa dos 15 anos de restauração da independência de Timor-Leste, este 20 de maio, a embaixadora timorense junto às Nações Unidas disse que a língua portuguesa foi “elemento de resistência”.

Falando nas Nações Unidas, Milena Pires disse que o idioma “é uma das línguas mais importantes hoje em dia”.

A chefe do Gabinete do Secretário-Geral, Maria Luiza Ribeiro Viotti, estará entre representantes de Estados e parceiros do país na celebração que coincide com a posse do presidente Francisco Guterres  Lú-Olo em Díli.

Acompanhe a conversa com Laura Gelbert.

Duração: 0’41’’.