Poder das vacinas ainda não é plenamente utilizado, afirma OMS
BR

26 abril 2017

Organização Mundial da Saúde,OMS, promove Semana Mundial da Imunização até 30 de abril; para agência da ONU, aumentando os índices de imunização em todo o mundo seria possível salvar mais 1,5 milhão de vidas por ano.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Na Semana Mundial da Imunização, celebrada até 30 de abril, a Organização Mundial da Saúde, OMS, destacou que as vacinas previnem 26 doenças potencialmente fatais e evitaram pelo menos 10 milhões de mortes entre 2010 e 2015.

Em um comunicado, a chefe da agência da ONU, Margaret Chan, declarou que esses medicamentos são uma das maiores histórias de sucesso da medicina moderna.

Alerta

Ao mesmo tempo, a OMS afirma que o pleno potencial das vacinas ainda não é totalmente utilizado.

A agência alerta que a meta de todos os 194 países que assinaram o plano de ação global para eliminar doenças evitáveis por vacinas até 2020 está atrasada. A lista de enfermidades inclui sarampo, rubéola e tétano materno e neonatal.

Segundo a OMS, aumentando os índices de imunização em todo o mundo seria possível salvar mais 1,5 milhão de vidas por ano.

Angola

De acordo com os últimos dados da agência, cerca de 19,4 milhões de crianças pequenas em todo o mundo não recebem vacinas de rotina como a DTP3, ou tríplice, que imuniza contra difteria, tétano e coqueluche.

Destas, cerca de 11,5 milhões vivem em 10 países: Angola, Etiópia, Filipinas, Índia, Indonésia, Iraque, Nigéria, Paquistão, República Democrática do Congo e Ucrânia.

O objetivo dos 194 países signatários do plano de ação da OMS é alcançar uma cobertura de vacinação de pelo menos 90% nacionalmente e pelo menos 80% em cada distrito até 2020.

Notícias Relacionadas:

África testa primeira vacina contra a malária em crianças de três países

"Grande maioria" dos milhões com hepatite sem acesso a tratamento

Brasil doa vacinas e medicamentos para ajudar crise de saúde na Síria 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud