General garante que Haiti está pronto para se despedir da Minustah
BR

19 abril 2017

Ajax Porto Pinheiro comanda as tropas de paz da ONU no país, que ficam no território haitiano até outubro; saída dos militares será gradual e contingente brasileiro permanece no Haiti até setembro.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança aprovou recentemente o fim da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, Minustah, que fica no país até 15 de outubro.

Em entrevista à ONU News, o comandante das tropas de paz explicou que a retirada dos 2,3 mil militares será gradual e já começou. Até o fim deste mês, 90% do efetivo chileno e todas as tropas peruanas terão saído do Haiti.

Brasil

Ajax Porto Pinheiro destaca que o contingente do Brasil fica até setembro. O plano é que nenhum soldado de paz da ONU esteja atuando no Haiti no início de outubro.

Foram 13 anos trabalhando para manter a estabilidade, mas o general Ajax Porto Pinheiro garante que o Haiti está pronto para se despedir da Minustah.

Despedida

“Está preparado. Eu estive aqui em 2010 logo após o terremoto e pude ver o quanto a situação do país melhorou. Mesmo em relação a 2004, o país melhorou bastante. A situação de segurança é boa desde as eleições que terminaram em fevereiro. Terminadas as eleições, o país entrou num período de calmaria como há muito não se via. É uma sensação de segurança e de tranquilidade muito grande.”

Segundo o comandante da Minustah, a polícia do Haiti terá 15 mil integrantes até o fim do ano, número considerado aceitável pelas Nações Unidas. Ajax Porto Pinheiro afirma que esse é um outro fator que contribui “para que a ONU saia do país no momento certo”.

Notícias Relacionadas:

ONU lança sistema de abastecimento de água no Haiti para combater cólera

Missão da ONU no Haiti terminará no próximo dia 15 de outubro