EUA doam quase US$ 3 milhões para apoio a pacientes em Moçambique

19 abril 2017

Programa Mundial de Alimentação vai utilizar o dinheiro para fornecer alimentos a grávidas, mães a amamentar e pessoas com Sida ou tuberculose; 170 centros de saúde moçambicanos serão beneficiados.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.*

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, está a agradecer uma doação feita pelos Estados Unidos no valor de US$ 2,7 milhões. O dinheiro será totalmente utilizado em operações da agência em Moçambique.

Com a doação, o PMA fornecerá comida fortificada para o tratamento da desnutrição entre grávidas, mães que amamentam e pacientes com Sida ou tuberculose.

Províncias

Segundo a agência, a situação desses grupos vulneráveis piorou com as secas no país. O financiamento permitirá que 21 mil pessoas recebam apoio nutricional em 170 centros de saúde que ficam nas províncias mais afetadas: Gaza, Inhambane, Manica, Sofala e Tete.

Até o momento, o PMA distribuiu 100 toneladas de comida fortificada e um adicional de 770 toneladas será repassado em breve à população.  A representante do PMA em Moçambique, Karin Manente, destaca que “uma dieta nutritiva é componente essencial nos cuidados e tratamentos em situações de insegurança alimentar.

O embaixador dos Estados Unidos em Moçambique, H. Dean Pittman, declarou que seu país “está comprometido em apoiar o povo moçambicano em tempos difíceis”.

*Apresentação: Denise Costa.

Notícias Relacionadas:

Entrevista: doenças podem ser associadas à masculinidade em Moçambique

Moçambique: escolas terão iniciativas sobre doenças tropicais negligenciadas

ONU recebeu um quinto dos fundos para apoiar pessoas em risco de fome 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud