Missão da ONU no Haiti terminará no próximo dia 15 de outubro
BR

13 abril 2017

Resolução foi adotada por unanimidade pelo Conselho de Segurança nesta quinta-feira; após saída das tropas de paz da Minustah, será criada uma missão de acompanhamento da situação no país, formada por mais de mil policiais.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

A Missão de Estabilização da ONU no Haiti, Minustah, será encerrada no dia 15 de outubro.  A decisão foi tomada pelo Conselho de Segurança nesta quinta-feira.

A embaixadora dos Estados Unidos, Nikki Haley, anunciou o resultado da votação: todos os 15 países-membros aprovaram a resolução. O componente militar da Minustah sairá do país de forma gradual durante os próximos seis meses.

Brasil

A Minustah é comandada por um general brasileiro e o embaixador do Brasil na ONU, Mauro Vieira, participou da reunião do Conselho de Segurança e fez breves considerações.

Segundo ele, o país está muito orgulhoso do trabalho feito pela Minustah, incluindo o “comportamento exemplar e a performance operacional” demonstrada pelo componente militar em 13 anos de presença no Haiti.

Nova missão

A resolução aprovada pelo Conselho de Segurança prevê um seguimento aos trabalhos da Minustah. Uma nova missão, menor e formada por mais de mil policiais, deve ficar no Haiti entre meados de outubro e abril de 2018.

Batizada de Minujusth, o mandato da nova missão será apoiar o governo haitiano no reforço das instituições do país, no monitoramento da situação de direitos humanos e na proteção dos civis.

Notícias Relacionados:

Vídeo: Sandra Honoré

Missão da ONU no Haiti pode ser encerrada em outubro

ONU pede ajuda para plano de recuperação do Haiti