Síria: pelo menos 27 crianças mortas no ataque em Idlib
BR

6 abril 2017

Alerta é do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef; outras 546 pessoas, entre elas muitos menores, ficaram feridas; o diretor regional da agência declarou que não se pode permitir que o “assassinato de crianças na Síria continue”.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Pelo menos 27 crianças morreram no ataque em Idlib, noroeste da Síria, confirmou nesta quinta-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef.

Outras 546 pessoas, entre elas muitas crianças, ficaram feridas. Segundo a agência da ONU, a expectativa é de que o número de vítimas suba.

Horror

O diretor regional do Unicef, Geert Cappelaere, enfatizou que não se pode permitir que o “assassinato de crianças na Síria continue”.

Em nota, Cappelaere afirmou que “todos os envolvidos no conflito e os que têm influência sobre eles devem imediatamente colocar um fim a esse horror”.

Resposta

O Unicef e seus parceiros continuam respondendo ao ataque apoiando três clínicas móveis e quatro hospitais para fornecer primeiros socorros e tratamento, e nove ambulâncias para transportar os pacientes.

A agência da ONU também está fornecendo suprimentos médicos essenciais e trabalhando com parceiros na conscientização sobre a reposta médica a ataques químicos.

Conferência de doadores

Na Conferência Internacional de Apoio à Síria, que foi concluída nesta quarta-feira em Bruxelas, 41 doadores se comprometeram juntos a fornecer US$ 6 bilhões em 2017 para apoio imediato e de longo prazo ao país e à região e US$ 3,7 bilhões para a partir de 2018.

O subsecretário-geral para Assuntos Humanitários, Stephen O’Brien, afirmou que a conferência foi uma oportunidade para que grande parte de mundo se unisse e se comprometesse a dar mais apoio e solidariedade aos sírios e às pessoas afetadas na região.

Notícias Relacionadas:

Ajuda dos Estados Unidos para sírios é bem-vinda, afirma conselheiro especial

Síria: ataque químico, se confirmado, terá sido o maior desde 2013

Após ataque, Guterres diz que crimes de guerra seguem ocorrendo na Síria

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud