PMA e parceiros traçam plano para acabar com a fome no Zimbabué

3 abril 2017

Iniciativa terá cinco anos e é coordenada com o governo zimbabueano; objetivo é construir resiliência e aumentar a nutrição no país africano.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

O Progama Mundial de Alimentação, PMA, anunciou um plano com o governo do Zimbabué e parceiros para acabar com a fome no país.

O plano de cinco anos está a ser lançado nesta segunda-feira e tem como objetivo reforçar a visão de um Zimbabué sem fome.

Emergência

Eddie Rowe, representante do PMA no país, afirmou que a agência está muito feliz de cooperar com o governo zimbabueano.

Ele disse ainda que o novo plano continuará mantendo a forte capacidade de emergência na ajuda aos mais carentes na área de segurança alimentar.

O PMA é a primeira agência da ONU a alinhar a estratégia de 2017-2021 com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS. A partir deste mês, a agência no Zimbabué será uma das primeiras a fazer a mudança em nível país.

Tranformação

A Presidência da República e o governo elogiaram o plano que está de acordo com a agenda do país africano de transformação socioeconómica.

Entre os pontos do plano de cinco anos estão o aumento do acesso da participação de pequenos agricultores nos mercados até 2030; a criação de resiliência para lares que sofrem atualmente de insegurança alimentar, e o surgimento de uma rede de apoio de parceiros para a promoção e execução do plano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud