Em Conselho da ONU, Bachelet defende cooperação internacional
BR

29 março 2017

Presidente do Chile participou de sessão especial do órgão da ONU nesta quarta-feira em Genebra; líder chilena foi a primeira chefe da ONU Mulheres.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.*

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, discursou nesta quarta-feira numa reunião especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra.

Na ocasião, Bachelet se comprometeu a liderar uma iniciativa contra tortura que reuniu diversos países de todos os continentes com o objetivo de prevenir esse crime e promover a ratificação de instrumentos internacionais relacionados à prática.

Prosperidade

Em seu discurso, a presidente falou da experiência chilena e afirmou que garantir a paz e a segurança era uma tarefa central na construção de um mundo livre e próspero.

Bachelet, que foi a primeira chefe da ONU Mulheres, também defendeu as Nações Unidas e o Conselho de Direitos Humanos.

Síria

Para a presidente, o sofrimento das crianças refugiadas sírias e o aumento do discurso de ódio xenofóbico deve ser combatido por maior cooperação entre a comunidade internacional.

O Chile está buscando a reeleição para o Conselho de Direitos Humanos da ONU em 2018.

Na terça-feira, o Escritório da ONU em Genebra nomeou Michelle Bachelet “campeã honorária de gênero” pelas suas conquistas e liderança na área,

*Com informações de Daniel Johnson, da ONU News em Genebra.

Notícias Relacionadas:

Michelle Bachelet nomeada "Campeã Honorária de Gênero" pela ONU

Grupo da ONU de prevenção à tortura chega em Moçambique

Ban afirmou que liderança visionária de Bachelet impulsionou ONU Mulheres 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud