Projeto da OIM patrocinado por UE ajuda a levar migrantes de volta a casa

29 março 2017

Agência iniciou 20 programas comunitários para receber mais de 3 mil pessoas que retornam a países de origem, entre eles Guiné-Bissau; financiamento tem apoio do Fundo de Emergência da União Europeia para África.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, está a lançar 20 projetos de reintegração para migrantes de África Ocidental que vivem no Níger.

O escritório da agência no Níger disse que o programa tem como objetivo ajudar mais de 3 mil migrantes a retornarem a seus países de origem na região, são eles: Camarões, Guiné-Bissau, Guiné Conacri, Mali e Senegal.

União Europeia

A iniciativa tem o apoio do Fundo de Emergência da União Europeia para a África.

As operações vão ocorrer entre março e setembro deste ano e outros três mil residentes de comunidades locais também vão se beneficiar destes projetos.

O programa chamado Mecanismo de Resposta e Recurso do Migrante visa dar um contributo à melhora da segurança e da estabilidade no Níger. Isso deve ocorrer através do desenvolvimento e de uma abordagem compreensiva para o controlo dos fluxos migratórios.

Treinamentos

Segundo a OIM, os projetos vão fornecer assistência direta aos migrantes em centros de trânsito e por toda a rota de migração.

Em 2016, a agência ajudou a mais de 4,8 mil migrantes a retornarem a seus países e comunidades de origem. Foram mais de 70 projetos de reintegração na Gâmbia, em Guiné-Bissau, na Nigéria, no Mali e no Senegal.

Além disso, a OIM criou três treinamentos vocacionais em produção de tijolos, fabricação de joias e administração de empresas no centro de trânsito na cidade de Agadez. Mais de 600 pessoas receberam treinamento, incluindo migrantes e moradores locais.

Notícias relacionadas: 

Uniogbis reitera a políticos que evitem escalada verbal na Guiné-Bissau

Africanos são maioria dos que arriscam a vida no Mediterrâneo

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud