Secretário-geral da ONU participa de encontro da Liga Árabe
BR

29 março 2017

António Guterres discursará na abertura do evento, nesta quarta-feira, no Mar Morto; secretário-geral realiza viagem oficial ao Oriente Médio; na terça-feira, ele visitou refugiados no acampamento de Zatari, na Jordânia, e se reuniu com o rei Abdullah.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, participa esta quarta-feira da Conferência dos Países da Liga Árabe, no Mar Morto.

Guterres realiza viagem oficial ao Oriente Médio e durante visita ao acampamento de refugiados de Zatari, na Jordânia, nesta terça-feira, disse que é muito importante “a união dos países árabes”.

Ajuda humanitária

Segundo ele, quando as nações da região estão divididas, cría-se a oportunidade para que outros intervenham ou manipulem a situação. Para ele, isso acaba gerando instabilidade, fomenta conflitos e facilita as atividades de organizações terroristas.

Ainda na Jordânia, o chefe da ONU pediu à comunidade internacional que aumente a ajuda humanitária aos refugiados assim como forneça mais oportunidades a essas pessoas.

Para saber um pouco mais sobre a situação dos refugiados sírios na região, a ONU News entrevistou a estudante brasileiro-libanesa, Sarah Abdouni, que vive no Vale do Becá, no Líbano, na fronteira com a Síria.

“A situação deles é difícil, a gente não vê melhora. Então, a gente vê que está sempre crescendo a população síria aqui, tem sempre muita gente precisando de ajuda, tem sempre muita criança na rua e muitas mulheres procurando emprego. Eu acho que tem mais mulheres e crianças (no Vale do Becá), tem homens, claro, mas o que eu vejo mais nas ruas são mulheres e crianças. As mulheres geralmente oferecem para trabalhar em casa, como empregada doméstica e os homens trabalham como pedreiros nas obras e construções por aqui.”

Abdouni disse ainda que as escolas na região estão com dois turnos. Esse sistema foi criado agora para abrigar as crianças refugiadas sírias.

No turno da manhã, as crianças libanesas frequentam as aulas e à tarde é a vez das crianças sírias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud