PMA recebe mais de 47 mil toneladas de alimentos para Sudão e Sudão do Sul

20 março 2017

Agência revelou que espera em breve novo lote doado pelos EUA; comida deve ser distribuída às vítimas do conflito sul-sudanês; cerca de 4 milhões de pessoas vulneráveis podem receber auxílio no Sudão em 2017.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, no Sudão confirmou esta segunda-feira a chegada de mais de 47,8 mil toneladas de sorgo para dar auxílio alimentar aos necessitados.

Em nota, emitida em Porto Sudão, a agência revela que mais de 20 mil toneladas do donativo norte-americano serão transportadas para o Sudão do Sul.

Vulnerabilidade

O representante do PMA no Sudão, Matthew Hollingworth, declarou que a ajuda “não poderia ter sido mais oportuna” devido à situação nos dois países.

As Nações Unidas estimam que 100 mil pessoas enfrentam fome e outro milhão esteja à beira de viver nessa situação em teritório sul-sudanês. No Sudão, o PMA pretende ajudar mais de 4 milhões de pessoas vulneráveis, que incluem refugiados do Sudão do Sul.

O carregamento anunciado esta segunda-feira é o segundo com assistência alimentar urgente para o Sudão e o Sul do Sudão. Espera-se que a mesma quantidade chegue ao mesmo porto nos próximos dias.

Assistência

O PMA disse prever receber mais de 5 mil toneladas de lentilhas e outras 1,7 mil toneladas de óleo vegetal para alimentar refugiados e deslocados internos sul-sudaneses.

Nos últimos cinco anos, as contribuições norte-americanas para as operações do PMA no Sudão chegaram a  US$ 1 milhão. Com os valores e bens recebidos, a agência prestou assistência essencial às populações.

Notícias relacionadas:

ONU preocupada com situação de civis no oeste de Mossul

OMS e parceiros reabrem hospital em Mossul, no Iraque 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud