Conselho de Segurança segue em missão na Bacia do Lago Chade

2 março 2017

Diplomatas estão nos Camarões, na primeira parte da viagem que segue até 7 de março; Chade, Níger e Nigéria serão os outros países visitados; missão avalia tamanho da crise humanitária.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

Os integrantes do Conselho de Segurança estão esta quinta-feira em Yaoundé, nos Camarões, na primeira parte da missão à Bacia do Lago Chade. A viagem dos 15 embaixadores que fazem parte do órgão segue até a próxima terça-feira, 7 de março.

Nos próximos dias, o grupo visitará também o Chade, o Níger e a Nigéria. O foco da missão é avaliar os desafios envolvidos no combate às ameaças de segurança devido às ações da milícia terrorista Boko Haram.

Assistência

Os diplomatas do Conselho de Segurança também querem avaliar de perto a crescente crise humanitária na Bacia do Lago Chade e as causas da fragilidade na região.

A missão é liderada pela França, pelo Reino Unido e pelo Senegal. As Nações Unidas calculam que 10,7 milhões de pessoas necessitam de assistência na Bacia do Lago Chade. São 7 milhões de habitantes sem  o suficiente para comer, e as crianças representam a maioria dos necessitados.

O número de desalojados triplicou nos últimos dois anos, com 2,3 milhões. Uma conferência realizada na semana passada pela ONU conseguiu angariar US$ 672 milhões para a crise no Lago Chade.

Notícias Relacionadas:

Conferência humanitária de Oslo levanta US$ 672 milhões para crise na África

FAO: crise de fome na Nigéria e países vizinhos piora de forma drástica

Conferência de Oslo chama atenção para crise no Lago Chade

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud