Ataque na Somália lembra “indiferença de extremistas à vida humana”
BR

20 fevereiro 2017

Representante especial do secretário-geral no país condenou atentado neste domingo que, segundo relatos, matou pelo menos 25 pessoas em um mercado na capital do país, Mogadíscio. 

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

O representante especial do secretário-geral da ONU na Somália, Michael Keating, condenou o ataque terrorista em um mercado na capital do país, Mogadíscio.

Segundo relatos, o atentado deixou pelo menos 25 mortos e dezenas de feridos. Cerca de uma da tarde, horário local, um veículo que transportava explosivos improvisados foi detonado no mercado Abagedo, no distrito de Dharkenley. Pedestres e pessoas que faziam compras morreram.

Extremistas

Keating, que também é chefe da Missão da ONU na Somália, Unsom, declarou que “matar civis é desprezível”. Segundo ele, a ação lembra o país da “indiferença de extremistas à vida e sofrimento humanos”.

O representante ressaltou que os responsáveis devem ser levados à justiça rapidamente. Segundo a Unsom, até o momento nenhum grupo assumiu a autoria do atentado.

Novo capítulo

O ataque foi realizado em um momento em que a Somália está se preparando para a posse do presidente recém-eleito, Mohamed Abdullahi Mohamed 'Farmajo'.

Na nota, Keating também elogiou o trabalho das forças de segurança e equipes de resgate após o ataque e ofereceu suas condolências às famílias e amigos das vítimas.

Notícias Relacionadas:

Agências da ONU pedem ao mundo ação imediata para salvar vidas na Somália

Guterres pede nova liderança inclusiva na Somália 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud