Guterres destaca necessidade de “impulso à diplomacia para paz”
BR

18 fevereiro 2017

Na Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, secretário-geral defendeu mais ações de prevenção e mediação; chefe da ONU ressaltou natureza interligada de conflitos internacionais.

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu, neste sábado, que sejam itensificadas ações de mediação e diplomacia preventiva e defendeu ainda uma estratégia para abordar as causas dos conflitos no mundo.

Na Conferência de Segurança em Munique, na Alemanha, Guterres destacou os desafios complexos e interligados enfretados pela comunidade internacional, assim como o sofrimento causado às pessoas mais vulneráveis.

Desenvolvimento e Paz

Para o chefe da ONU, há coisas “óbvias”, como a ligação do desenvolvimento sustentável e inclusivo com a agenda de paz contínua, afirmando ser “claro que o desenvolvimento é um elemento importante na prevenção de conflitos”

Ele também chamou atenção para a necessidade de abordar a fragilidade de países e apoiar Estados, instituições e sociedade civil a se tornarem mais fortes e resilientes e, assim, diminuir as chances que se involvam em situações de conflito.

Desafios globais

Guterres defendeu ainda ser preciso fortalecer o multilateralismo global e a necessidade de reforma para aumentar a confiança em instituições multilaterais, sua capacidade de responder melhor a desafios mundiais e atender às expectativas das pessoas.

No caso da ONU, o secretário-geral mencionou reformas na estratégia de paz e segurança da organização, em seu sistema de desenvolvimento e em sua administração.

Presente e futuro

Ele ressaltou ainda que embora o mundo esteja se preparando para responder às crises que enfrenta hoje, é igualmente importante considerar que problemas de paz e segurança no futuro terão novas dimensões para as quais é preciso estar preparado.

Em seu discurso, Guterres abordou também questões como segurança na internet, mudança climática e autonomia de mulheres e meninas.

Notícias Relacionadas:

Guterres: "Alemanha e Angela Merkel são um símbolo de tolerância" 

Guterres: "não há plano B para situação entre palestinos e israelenses" 

Guterres quer apoiar esfoços que levem à paz no Iêmen 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud