Por dia, cerca de 4 mil sul sudaneses cruzam a fronteira para Uganda

17 fevereiro 2017

Missão das Nações Unidas no país menciona números do escritório de refugiados; maioria são crianças e mulheres de Kajo-Keji; faltam comida, água e abrigo. 

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.*

A Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul, Unmiss, relata um aumento do fluxo de civis a partir para Uganda. Segundo o comissário para refugiados ugandês, cerca de 4 mil sul-sudaneses cruzam as fronteiras todos os dias.

Apollo Kazungu revela que a maioria são mulheres e crianças que saíram da cidade de Kajo-Keji. Os refugiados estão a ser registados num acampamento no distrito de Moyo.

Condições precárias

A Rádio Miraya, que pertence à Missão da ONU, ouviu duas mulheres que deixaram Kajo-Keji. As sul-sudanesas revelaram que no sítio de transição faltamfaltar alimentos, água, medicamentos, artigos de higiene e abrigo apropriado.

O representante do governo ugandês, Apollo Kazungu, afirma que seu escritório está a par da situação precária trabalha para melhorar as condições de receção dos refugiados.

Um dos planos é vacinar as crianças sul-sudanesas. Segundo o comissário, muitas famílias chegam ao Uganda traumatizadas e a carregar muitos pertences, o que pode ser um sinal de que não pretendem voltar ao Sudão do Sul.

*Apresentação: Denise Costa.

Notícias Relacionadas:

Mais de 20 mil desalojados em "paradeiro desconhecido" no Sudão do Sul

Ocha pede US$ 1,6 bilhão para ajudar Sudão do Sul

Refugiados do Sudão do Sul ultrapassam marca de 1,5 milhão

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud