Impasse político na RD Congo gera reações da ONU e União Africana

16 fevereiro 2017

Seis semanas após negociação para período de transição e decisão de organizar eleições para dezembro, os partidos ainda estão a resolver como implementar acordo; nota conjunta também é assinada pela União Europeia.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque. 

As Nações Unidas, a União Africana, a União Europeia e a Organização Internacional da Francofonia estão cada vez mais preocupadas com a continuação do impasse entre os políticos da República Democrática do Congo.

Numa nota conjunta, as organizações lembram que este impasse está relacionado ao acordo político firmado no país em 31 de dezembro, que prevê um período de transição e a realização de eleições pacíficas e credíveis em dezembro deste ano.

Vontade Política

Agências de notícias citaram o ministro do Orçamento, Pierre Kangudia, como tendo dito que o país não será capaz de financiar uma eleição presidencial com custos que chegariam a  US$ 1,8 mil milhão.

Seis semanas depois do entendimento, os partidos da RD Congo ainda precisam concluir as discussões para a implementação eficaz do acordo. Na nota, ONU e as outras entidades destacam que esta situação pode prejudicar a boa vontade política.

Esforços

As quatro organizações pedem a todos os políticos da RD Congo, a incluir a maioria presidencial e a oposição, para redobrarem os esforços e concluírem as conversas com rapidez.

Para as entidades, implementar o acordo de 31 de dezembro no tempo certo é crítico para manter a legitimidade da transição política até as eleições.

Notícias Relacionadas:

OMS: Angola e RD Congo estão livres da febre amarela

Mais de 100 teriam morrido em ação de exército contra milícias na RD Congo

RD Congo: Ocha teme que milhares não sejam atendidos após ataque a hospital 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud