Unicef pede mais atenção à criança após tumulto que matou 17 em Angola

13 fevereiro 2017

Menores de idade estariam entre as vítimas; várias pessoas ainda estão em recuperação no hospital provincial do Uíge; Estádio 4 de Janeiro estaria lotado na sexta-feira.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque. 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, em Angola reiterou a “necessidade de se dar a devida atenção às crianças”, em nota reagindo a um tumulto que na sexta-feira provocou 17 mortos num estádio de futebol.

A agência pede que seja garantido que os menores beneficiem “sempre de um ambiente protetor e seguro” após o incidente no Estádio 4 de Janeiro, na província do Uíge.

Vítimas

Várias crianças e adolescentes estavam entre os que perderam a vida no tumulto. Agências de notícias informaram que dezenas de pessoas ficaram feridas havendo vítimas em recuperação no hospital provincial.

Os relatos das agências locais revelaram que várias pessoas teriam “andado sobre as outras” enquanto tentavam entrar no estádio que estaria lotado.

O Unicef expressou “elevada dor e consternação” pelo acontecimento e endereçou solidariedade às famílias enlutadas e ao Governo da província angolana.

Notícias relacionadas:

Entrevista: zika e primeiro caso de microcefalia em Angola

FMI analisa danos causados pela crise de petróleo à economia de Angola

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud