Secretário-geral pede acesso igualitário das garotas à área das ciências
BR

11 fevereiro 2017

No Dia Internacional das Mulheres e das Meninas nas Ciências, António Guterres afirma que estereótipos estão errados; ele defende que todas as mulheres e garotas possam estudar ciências, tecnologia e engenharia sem sofrer preconceito.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque. 

O secretário-geral da ONU divulgou um comunicado neste sábado, 11 de fevereiro, lembrando que por muito tempo, “estereótipos discriminatórios impediram mulheres e meninas de ter acesso igualitário à educação nas áreas das ciências, tecnologia, engenharia e matemática”.

António Guterres faz o alerta para marcar o Dia Internacional das Mulheres e das Meninas nas Ciências. O chefe da ONU lembra que ele é engenheiro por formação e ex-professor e exatamente por isso que sabe que “esses estereótipos estão completamente errados”.

Futuro

Segundo Guterres, essa discriminação faz com que o mundo não tenha acesso ao talento e à inovação de metade da população. Neste Dia Internacional, o secretário-geral apela por compromisso “para o fim do preconceito, além de mais investimentos para que todas as mulheres e meninas tenham acesso à educação nas áreas das ciências, engenharia e matemática”.

António Guterres espera que todas tenham oportunidades iguais em suas carreiras e promoções profissionais a longo-prazo, para que assim, o mundo todo possa se beneficiar das contribuições futuras das mulheres nas ciências.

Notícias Relacionadas:

Histórias de sucesso podem ajudar meninas em carreiras científicas, diz ONU

Unesco: mulheres são minoria nas áreas de engenharia e ciências da computação

Aiea elogia experiências africanas que ganharam reconhecimento na ciência

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud