Côte d'Ivoire pode ser “história de sucesso”, diz chefe de Missão da ONU

8 fevereiro 2017

Aichatou Mindaoudou ressaltou apoio a ganhos feitos pela Unoci nos últimos 14 anos relacionados à manutenção da paz no país africano também conhecido como Costa do Marfim; segundo representante do secretário-geral, retirada da Missão é “iminente”.

Laura Gelbert, da ONU News em Nova Iorque.

A Côte d’Ivoire está no caminho para uma estabilidade duradoura, disse nesta quarta-feira ao Conselho de Segurança a representante especial do secretário-geral na nação africana também conhecido como Costa do Marfim.

Aichatou Mindaoudou, que é chefe da Missão da ONU no país, Unoci, afirmou que a “situação de segurança na Côte d’Ivoire permanece estável”. No entanto, ela alertou que autoridades precisam investir mais em reconciliação nacional e melhorar os direitos económicos, sociais e cuturais dos marfinenses.

Compromisso

A representante também destacou a necessidade de investigar e julgar crimes cometidos durante a crise após as eleições de 2010, especialmente os relacionados a crimes sexuais e baseados em género.

Ela representante expressou ainda seu “apreço e admiração pelo compromisso firme” demonstrado pela população e o governo da Costa do Marfim para sair da “crise do passado para um futuro de paz e prosperidade compartilhada”.

Mindaoudou ressaltou ainda a realização de um referendo constitucional em 30 de outubro e eleições legislativas em 18 de dezembro de 2016.

Segundo a representante especial, apesar de “alguns protestos antes das votações e problemas técnicos em algumas zonas eleitorais, em ambas as ocasiões, a população da Costa do Marfim votou de forma pacífica e a validação dos resultados finais pelo Conselho Constitucional foi feita em uma atmosfera de calma e ordem”.

História de sucesso

Mindaoudou afirmou que a “partida da Unoci é iminente” e que Missão “definitivamente sairá do país em quatro meses”.

Ao Conselho de Segurança, ela afirmou que o trabalho da ONU no país africano poderia ser “uma história real de sucesso” se as autoridades financiarem atividades para consolidar os ganhos em manutenção da paz feitos pela Unoci nos últimos 14 anos.

Notícias Relacionadas:

Forças de paz estão na segunda cidade de Cote d'Ivoire após rebelião militar

Conselho de Segurança levanta embargo de armas à Cote d’Ivoire

Marfinenses citam problemas de saúde, 10 anos após incidente com lixo tóxico

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud