Entrevista: Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina

6 fevereiro 2017

A data é marcada nesta segunda-feira , 6 de fevereiro. No mundo, mais de 200 milhões de meninas e mulheres sofreram a prática, ainda comum em 30 países.

A ONU News entrevistou o assessor sênio do Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa. Elizeu Chaves lembra que apesar de crenças culturais ou religiosas, a mutilação genital feminina não traz nenhum benefício para a saúde, além de violar os direitos humanos.

Na entrevista, concedida à Leda Letra, o especialista explica exatamente o que é a mutilação genital feminina, fala sobre os países com mais casos e menciona a Guiné-Bissau como um caso de sucesso para o fim da prática.

Tempo: 9’48’’

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud