Chefe do FMI declara apoio para desenvolver bancos africanos

1 fevereiro 2017

Nas Maurícias, Christine Lagarde falou de experiências válidas para a África após crises do Reino Unido e dos Estados Unidos; bancos do continente estão em pelo menos 10 países; um deles está em 30 nações.

Eleutério Guevane da ONU News em Nova Iorque.

O Fundo Monetário Internacional, FMI, declarou esta quarta-feira que “apoia firmemente” os esforços africanos para impulsionar um ambiente que faça avançar o setor financeiro do continente.

A declaração foi feita nas Ilhas Maurícias pela diretora geral do órgão, Christine Lagarde, na Conferência Bancários Transfronteiriços e Reformas Regulatórias: Implicações da Experiência Internacional para África.

Bancos fortes

Lagarde disse aos líderes do setor que bancos pan-africanos fortes e sólidos são uma parte crucial desse esforço.

Para a representante, um forte cenário regulatório e de supervisão pode ajudar a garantir bancos saudáveis que dêem força vital ao ressurgimento económico africano.

De acordo com o FMI, os bancos africanos estão presentes em pelo menos 10 países do continente e um deles em mais de 30 nações.

Percurso

A chefe do FMI prometeu acompanhar cada passo desse percurso que chamou “esforço de longo prazo”.

No discurso, Lagarde destacou ainda as reformas recentes na União Europeia, no Reino Unido e nos Estados Unidos que podem servir de “referências válidas para a África”.

Com base nas lições das experiências norte-americanas e europeia para ajustar a regulamentação e o compromisso com a supervisão, ela priorizou o facto de instituições complexas exigirem o reforço de estruturas como ocorreu na crise.

Para Lagarde, a segunda lição tem a ver com a importância da cooperação entre supervisores para identificar e acompanhar riscos dos bancos transfronteiriços.

Por fim, a chefe do FMI declarou que o setor que controla a área deve ser capaz de trabalhar além-fronteiras para encontrar soluções práticas e planos de recuperação.

Notícias relacionadas:

Em Bangui, FMI defende restauração da economia centro-africana

FMI apoia reformas do setor fiscal brasileiro

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud