“Não espalhe o ódio”: iniciativa da ONU defende migrantes e refugiados
BR

26 janeiro 2017

Aliança das Civilizações e União Europeia promovem simpósio em Bruxelas sobre discurso de ódio contra refugiados; papel da mídia destacado como essencial para moldar percepções sobre os que fogem de conflitos.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

A Aliança das Civilizações das Nações Unidas e a União Europeia promovem nesta quinta-feira um simpósio sobre o discurso de ódio contra migrantes e refugiados.

Em Bruxelas, na Bélgica, onde ocorre o evento, o alto representante da Aliança das Civilizações destacou o aumento da xenofobia e do discurso de ódio durante recentes campanhas eleitorais.

Alvo

Segundo Nassir Abdulaziz Al-Nasser, os migrantes e refugiados estão sendo cada vez mais vistos como um peso para a economia e para os beneficios sociais.

O representante destaca que as pessoas esquecem das contribuições positivas dos refugiados para a sociedade. Al-Nasser destaca que a mídia tem um papel muito importante em moldar as percepções do público sobre aqueles que fogem de conflitos e perseguições.

Campanha

O chefe da Aliança das Civilizações menciona ainda os “políticos populistas e os políticos anti-imigrantes, que têm como alvo os refugiados de vários países”. Na avaliação de Al-Nasser, também estão aumentando os movimentos extremistas, e ele destaca que o medo está por trás desses fenômenos.

A Aliança das Civilizações lançou a iniciativa “Não Espalhe o Ódio”, com a hashtag #SpreadNoHate sendo utilizada nas redes sociais. A campanha vai contra o aumento do discurso de ódio e das provocações contra migrantes e refugiados na Europa e em outras partes do mundo.

Notícias Relacionadas:

ONU pede a empresários que defendam direitos humanos

Vice-secretário-geral pede aos líderes mundiais o fim da polarização

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud