Novo presidente da Gâmbia regressa ao país acompanhado por enviado da ONU

25 janeiro 2017

Adama Barrow deve retornar esta quinta-feira do Senegal uma semana depois de tomar posse; ato seguiu-se à resistência de Yahya Jammeh em entregar o poder ao vencedor das eleições de dezembro.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

Após a crise pós-eleitoral na Gâmbia, o presidente Adama Barrow retorna ao país esta quinta-feira e deve ser acompanhado pelo representante do secretário-geral para a África Ocidental e o Sahel, Mohamed Ibn Chambas.

Vários funcionários do Gabinete das Nações Unidas para a África Ocidental já se encontram no território gambiano para ajudar o governo a “garantir uma transferência harmoniosa da administração” para as novas autoridades.

Esforços

Falando a correspondentes em Nova Iorque, o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, disse que Chambas revelou ao Conselho de Segurança que a organização não vai poupar esforços para apoiar a estabilidade e a construção do país.

O representante disse que o escritório regional continuará a promover uma transição tranquila e pacífica do poder no país, e vai defender ainda mais a unidade nacional e a reconciliação.

Atualização

As declarações foram feitas logo depois de Chambas apresentar um informe ao Conselho de Segurança via videoconferência na sequência da Resolução 2237 de 19 de janeiro.

No documento, que reconheceu Barrow como presidente-eleito da Gâmbia, os 15 Estados-membros pediram ao secretário-geral uma atualização sobre a situação até 10 dias.

Nesse dia,  Barrow tomou posse na capital senegalesa, Dakar, mas o impasse na Gâmbia veio a terminar após a partida para o exílio do presidente Yahya Jammeh, no sábado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud