Mistura diz que reunião em Astana contribuiu para esforços de paz na Síria
BR

24 janeiro 2017

Enviado da ONU fez a declaração ao final das conversações de dois dias organizadas pelos governos do Irã, da Rússia e da Turquia e realizadas na capital do Cazaquistão; negociações formais acontecem em fevereiro, em Genebra.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, afirmou esta terça-feira que as conversações sobre o país árabe realizadas nos últimos dois dias em Astana, capital do Cazaquistão, contribuíram para os esforços de paz na região.

De Mistura agradeceu aos governos do Irã, da Rússia e da Turquia por terem organizado a reunião e ao Cazaqusitão por ter sido o anfitrião do encontro que juntou representantes do governo e da oposição sírios.

Prioridade

O enviado da ONU disse que a prioridade de todos os presentes foi a de garantir a consolidação do cessar-fogo decretado em dezembro.

Ele afirmou que tanto os representantes do governo como da oposição na Síria disseram a ele que a prioridade também era a de fortalecer o acordo de cessar-fogo.

De Mistura acredita que “a ênfase que a reunião colocou sobre essa questão ajudará a criar um ambiente propício para o engajamento entre as partes sírias” envolvidas no conflito.

Solução

Ele declarou que o encontro é importante para impulsionar o processo formal de negociação política organizado pela ONU e que vai acontecer em fevereiro, em Genebra.

O enviado das Nações Unidas deixou claro que a única forma de a paz ser alcançada na Síria é através de uma solução política obtida pela negociação entre os lados envolvidos na guerra e com o apoio da ONU.

De Mistura afirmou que a comunidade internacional não pode permitir o fim de outro cessar-fogo por causa da falta de um processo político. Para ele, agora é o momento dos países se unirem e apoiarem um processo de negociação política integrada.

Notícias relacionadas:

De Mistura pede consolidação de cessar-fogo nacional na Síria

Confira este tema nas redes sociais: Facebook I Twitter

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud