Em artigo para Newsweek, Guterres diz que mundo precisa de mudanças
BR

9 janeiro 2017

Secretário-geral da ONU assina texto para revista norte-americana lembrando do apelo que fez para que 2017 seja um Ano para a Paz; António Guterres diz que ONU precisa implementar reformas que ajudem os países a atingirem os objetivos da Agenda 2030; ele pediu a líderes para ouvirem seus povos e reafirmem os valores da Carta da ONU.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guteres, publicou um artigo de opinião na revista Newsweek pedindo a líderes em todo o mundo para ouvir o clamor de seus povos.

No texto, António Guterres afirma que não existem vencedores nas guerras atuais e que todos saem perdendo.  Ele lembrou do conflito na Síria que está desestabilizando toda a região do Oriente Médio e sendo sentido ao redor do mundo.

Grande aliança

Segundo Guterres, 2017 deve ser o Ano para a Paz. Para ele, é hora de aumentar a diplomacia de prevenção de conflitos e de promover a resolução dos conflitos e guerras em curso.

O novo chefe da ONU também acredita que o Conselho de Segurança “tem que cumprir com suas responsabilidades.”

Ele se colocou a disposição para ajudar sempre e quando puder fazer a diferença assim com as Nações Unidas.

António Guterres disse que a ONU precisa passar por reformas que ajudem os países-membros a alcançarem os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ele citou ainda uma grande aliança entre governos, organizações bilaterais e internacionais e as instituições financeiras.  Para Guterres, é preciso envolver também parcerias com a sociedade civil, a comunidade empresarial e outros setores.

Menos burocracia

Ao comentar a reforma da ONU, o novo líder da organização disse que é preciso levar mais coesão e consistência aos esforços de construir e manter a paz.  Para António Guterres, a organização precisa de mais flexibilidade e menos burocracia.

Um dos destaques do artigo para a revista Newsweek foi o compromisso assumido por ele de promover e recrutar mais mulheres no sistema da ONU.

Ele encerrou o artigo pedindo aos líderes que ouçam os seus povos e se comprometam em demonstrar que se importam com o que é dito pelas pessoas.

Para António Guterres “é hora de lembrarmos dos valores da nossa humanidade comum, dos valores que são fundamentais a todas as religiões e que formam a base da Carta da ONU: paz, justiça, respeito, direitos humanos, tolerância e solidariedade.”

Leia a íntegra do artigo aqui:

É hora de lembrar dos valores da nossa humanidade comum

Outras notícias sobre António Guterres:

Síria: Guterres estará "forte e ativamente envolvido" na resolução da crise

António Guterres: "Estou muito orgulhoso de ser seu colega"

Secretário-geral quer ONU pronta para responder aos anseios do mundo

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud