António Guterres: “Presto minha homenagem a Mário Soares”
BR

7 janeiro 2017

Ex-presidente português faleceu neste sábado em Lisboa aos 92 anos; em nota, o secretário-geral da ONU afirmou ter recebido notícia com  “profunda emoção e agudo sentimento de perda”; Guterres defendeu que legado de Soares “ultrapassa em muito as fronteiras de Portugal”.

Laura Gelbert, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou ter recebido com  “profunda emoção e agudo sentimento de perda” a notícia do falecimento do ex-presidente de Portugal, Mário Soares, neste sábado em Lisboa aos 92 anos.

Guterres expressou suas “sentidas e amigas condolências” aos familiares de Mário Soares e disse já ter falado com os filhos do ex-presidente português, Isabel e João, a quem expressou sua “solidariedade neste momento doloroso”.

Empenho político

Em nota emitida por seu porta-voz em inglês e português, o chefe da ONU declarou que Mário Soares “moldou a vida política em Portugal de forma indelével”, por “seu empenho político firme e corajoso e pelos princípios e valores que coerentemente prosseguiu ao longo da vida”.

O secretário-geral defendeu que a “liberdade foi sempre valor de referência” de Soares.

Para Guterres, “em grande medida” é ao ex-presidente que deve-se a “democracia, a liberdade e o respeito pelos direitos fundamentais de que todos os portugueses puderam usufruir nas últimas décadas e que são hoje valores adquiridos” ao país.

Homenagem

No comunicado, o secretário-geral afirma prestar sua homenagem a Mário Soares, certo de que ele estará na “memória e na história” de Portugal como “um homem livre que quis que todos vivessem em liberdade e que lutou toda uma vida para que isso fosse possível”.

image
Mário Soares discursa na Assembleia Geral da ONU.

Para Guterres, “a dimensão do legado” de Mário Soares, no entanto, “ultrapassa em muitos as fronteiras de Portugal”.Segundo o chefe da ONU, ao ex-presidente deve-se “a plena integração” do país à comunidade internacional. Guterres defendeu ainda que o apego de Soares “à liberdade e à democracia fazem dele um dos raros líderes políticos de verdadeira estatura europeia e mundial”.

Notícias Relacionadas:

Obituário: Mário Soares 1924 – 2017

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud