ONU condena ataque terrorista que matou e feriu dezenas em Istambul
BR

2 janeiro 2017

Em nota emitida por porta-voz, novo secretário-geral António Guterres enviou condolências às famílias das vítimas e disse esperar que os autores e mentores do crime sejam levados à justiça; Conselho de Segurança classificou atentado de bárbaro e afirmou que atos de terrorismo são injustificáveis.

Monica Grayley, da ONU News em Nova Iorque.

As Nações Unidas condenaram o ataque terrorista a um clube noturno em Istambul, na Turquia, que matou pelo menos 39 pessoas neste primeiro dia do ano. Segundo a polícia turca, 69 vítimas ficaram feridas após serem alvejadas a tiros.

Em nota, emitida pelo porta-voz, o novo secretário-geral da ONU, António Guterres, enviou condolências às famílias das vítimas e expressou sua solidariedade ao Governo e ao povo da Turquia.

Guterres lembrou ainda de outros países que perderam cidadãos no ataque. Ele espera que os mentores e autores deste crime hediondo sejam identificados e levados à justiça rapidamente.

Ameaças

Segundo agências de notícias, a polícia turca está à procura do suspeito. Câmeras de segurança capturaram a imagem de pelo menos uma pessoa armada.

Em nota, o Conselho de Segurança classificou o ataque de "bárbaro e hediondo". O órgão, presidido pela Suécia este mês de janeiro, desejou uma pronta recuperação aos feridos.

Os integrantes do Conselho reafirmaram que qualquer forma de terrorismo representa uma das ameaças mais sérias à paz e segurança internacionais.

Para o 15 países-membros, é preciso levar os autores e os que financiam e apoiam atos terroristas à justiça. O Conselho de Segurança instou todos os países a cumprirem com suas obrigações e com as resoluções do órgão para cooperar ativamente com a Turquia e as autoridades nesse caso.

Eles encerraram a nota afirmando que os atos de terrorismo são criminosos e injustificáveis.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud