População da Palestina vai dobrar nos próximos 30 anos
BR

21 dezembro 2016

Levantamento do Unfpa revela que região passará dos atuais 4,7 milhões de habitantes para 9,5 milhões de moradores até 2050; setores socioeconômicos precisarão lidar com este crescimento populacional.

Leda Letra, da ONU News em Nova York.

A população da Palestina vai dobrar de tamanho até 2050, passando dos atuais 4,7 milhões de habitantes para 9,5 milhões. Este é o principal dado de um relatório divulgado pelo Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa.

O grande número de jovens e de mulheres em idade reprodutiva levará ao aumento da população nos territórios palestinos. Em Gaza, que tem uma alta taxa de fertilidade, serão 4,8 milhões de residentes daqui a 30 anos, sendo que atualmente  são 1,8 milhão.

Impactos

Em entrevista à ONU News, o representante do Unfpa na Palestina, Anders Thomsen, explicou que o crescimento demográfico será “dramático” e vai impactar os setores socioeconômicos.

Thomsen falou sobre a necessidade de se garantir a criação de empregos, especialmente para os jovens, além de fornecer à população acesso a serviços de educação e de saúde. Outra preocupação é criar um ambiente propício ao crescimento econômico, para que a população tenha mais oportunidades.

Empregos

O representante do Unfpa lembra dos bloqueios econômicos impostos a Gaza e destaca que com a falta de empregos e de “esperança”, será um desafio lidar com o crescimento populacional nas próximas décadas.

Para atender à mudança demográfica, serão necessários 76 mil novos postos de trabalho por ano até 2050. Atualmente, a taxa de desemprego é considerada muito alta na região, de 26%, sendo que entre os jovens chega a quase 41%.

O relatório também traz dados sobre os refugiados, que formam 67% dos habitantes da Faixa de Gaza e 25% dos que vivem na Cisjordânia. A expectativa é que o total de refugiados registrados na Palestina passe de 2 milhões para 4,5 milhões em 2050.

Notícias Relacionadas:

Ban: israelenses e palestinos devem reconstruir confiança

Solução de dois Estados "está mais ameaçada do que nunca"

Para relator, Israel nega a palestinos o direito ao desenvolvimento

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud