Unicef e Malaui anunciam teste de drones para uso humanitário

16 dezembro 2016

Corredor aéreo é inédito em África e um dos primeiros em todo o mundo voltado ao uso humanitário e para o desenvolvimento; testes se concentrarão em três áreas principais: imagens, conectividade e transporte.

Laura Gelbert, da ONU News em Nova Iorque.

O governo do Malaui e o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, anunciaram a criação de um corredor aéreo para testar o possível uso humanitário de sistemas aéreos não tripulados, também conhecidos como drones.

O corredor é inédito em África e um dos primeiros em todo o mundo a concentrar-se no uso humanitário e para o desenvolvimento. Este se estenderá por uma distância máxima de 40 quilómetros e estará em pleno funcionamento até abril do ano que vem.

Conectividade

O objetivo é fornecer uma plataforma controlada para o setor privado, universidades e outros parceiros de explorarem como os drones podem ser usados para ajudar na entrega de serviços que beneficiem comunidades.

Os testes se concentrarão em três áreas principais: imagens, conectividade e transporte.

A iniciativa buscará gerar e analisar imagens aéreas para desenvolvimento e durante crises humanitárias, incluindo para monitorar a situação em casos de cheias e terramotos.

Outra área é explorar a possibilidade dos drones estenderem os sinais de telemóvel e wifi no terreno, especialmente em situações de emergência.

A entrega de suprimentos leves como itens médicos de emergência, vacinas e amostras para diagnóstico em laboratório, incluindo para exames de HIV, é a terceira área de concentração dos testes.

Leia e Oiça:

África tem maioria das 39 nações que precisarão de apoio alimentar em 2017

Ocha: necessidades humanitárias continuam a aumentar em África Austral

ONU precisa de US$ 22,2 mil milhões para fornecer ajuda humanitária em 2017

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud