Crianças sírias continuam sofrendo em silêncio, alerta Unicef
BR

13 dezembro 2016

Agência pede ao mundo apoio aos menores de idade de Alepo e encerrem o pesadelo em que vivem; relatos apontam para assassinatos de civis, incluindo crianças; 100 menores estão presos em um prédio, se protegendo de ataques.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, lançou um apelo ao mundo esta terça-feira, pedindo “apoio às crianças de Alepo, para que o pesadelo em que vivem acabe”.

Segundo a agência, centenas de crianças estão sofrendo em silêncio na cidade síria, enfrentando ataques pesados, enquanto o “mundo assiste” aos acontecimentos.

Cerco

O Unicef recebeu relatos chocantes de um médico da cidade. Segundo ele, mais de 100 crianças, muitas desacompanhadas dos familiares, estão presas em um prédio, tentando se proteger de ataques pesados no leste de Alepo.

A agência da ONU pede aos lados em conflito que permitam a retirada de Alepo de todas as crianças, com segurança. As que foram separadas de suas famílias têm o direito de serem registradas com organizações humanitárias para tentar a reunificação com os parentes.

O Unicef também está preocupado com relatos, ainda não confirmados, de assassinatos extrajudiciais de civis, incluindo crianças. A prioridade no momento é uma trégua nos combates em Alepo, essencial para que as famílias consigam receber assistência ou fugir da cidade em segurança.

Bombardeios

Em Genebra, o porta-voz do Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, descreveu a situação em Alepo como o “colapso da humanidade”.

Jens Laerke explicou que milhares de civis estão sob cerco, escondidos em porões ou em qualquer lugar onde encontram abrigo. Segundo ele, o cenário em Alepo muda a cada hora, com bombardeios aéreos e combates em terra, que resultam em mortes de civis.

Muitas pessoas que conseguem escapar da cidade saem sem levar nenhum pertence pessoal. ONU, ONGs locais e o Crescente Vermelho Sírio continuam fornecendo ajuda sempre que possível, entregando refeições e roupas de inverno.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud