Ban elogia mediação que busca consenso sobre eleições na RD Congo

7 dezembro 2016

Secretário-geral menciona atitude recetiva do presidente congolês e da plataforma da oposição; preocupação com tensões vésperas do encerramento do mandato do presidente Joseph Kabila, a 19 de dezembro.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral saudou a continuação da mediação liderada pela organização de clérigos da Igreja Católica na República Democrática do Congo, RD Congo, que busca um consenso mais abrangente sobre a realização das eleições.

Ban Ki-moon disse ter tomado conhecimento da manifestação de apoio anunciada pelo presidente Joseph Kabila e do seu encorajamento à mediação da Conferência Episcopal de Igrejas do Congo, Cenco.

Plataforma

O chefe da ONU saúda ainda a disponibilidade do bloco de oposição, conhecido como Rassemblement, para se empenhar no diálogo.

No dia 19 de dezembro termina o segundo e último mandato do presidente Joseph Kabila. A duas semanas da data, Ban reiterou que o processo que pertence aos congoleses deve continuar com seriedade e “chegar-se a uma solução consensual e pacífica para o atual impasse”.

Ban manifestou o seu apoio à mediação da conferência episcopal e apela a todos os políticos no país que se comprometam com o processo.

Possíveis protestos

A nota é publicada uma semana depois do Escritório dos Direitos Humanos da ONU ter revelado preocupação "profunda e generalizada" com possíveis protestos em massa em várias partes da RD Congo no fim do mandato de Kabila.

A situação também levou a um pedido do escritório e de especialistas independentes de direitos humanos para que acabem as “interferências em rádios e a prisão de jornalistas num momento de alta tensão política” no país.

Leia Mais:

RD Congo: Conselho de Segurança faz apelo por eleições livres e justas  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud