Nações Unidas apoiam concurso prémio para jornalistas moçambicanos

6 dezembro 2016

Trabalhos jornalísticos relacionados a saúde pública em diversas áreas podem concorrer a prémio para jornalistas nas categorias de imprensa, rádio,televisão e fotojornalismo; nete ano lema do concurso é “jornalistas contribuindo para saúde em Moçambique”.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Jornalistas moçambicanos com artigos publicados sobre a àrea da saúde entre  01 de Janeiro de 2015 e 31 janeiro de 2016 podem concorrer ao Prémio Saúde para Jornalistas 2016.

Neste ano, o concurso é realizado com o lema “jornalistas contribuindo para saúde em Moçambique”.  As categorias são imprensa, rádio, televisão e fotojornalismo.

Temas

Candidatos interessados devem apresentar trabalhos com temas relacionados a saúde pública, da criança, reprodutiva, promoção da saúde e envolvimento da comunidade.

No lançamento oficial do concurso, o diretor nacional adjunto para saúde pública no Ministério da Saúde, Quinhas Fernandes, justificou a necessidade do prémio.

“Temos plena consciência de que qualquer um dos nossos utentes bem informados podem tomar as opções mais apropriadas sobre como cuidar da sua saúde. Como forma de estimular este processo de informar, nós temos estado a realizar anualmente o prémio saúde para jornalistas”.

Comunicação social

As Nações Unidas em Moçambique apoiam a iniciativa. A representante da Organização Mundial da Saúde, OMS, Djamila Cabral, citou a importância da comunicação social tendo em conta o papel do jornalista. Ela recordou que uma informação incorreta pode ter consequências graves na saúde das populações.

“A comunicação social tem um papel crucial na criação de pontos entre os diferentes atores envolvidos na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030, assim como na tradução destas metas em linguagem mais simples para que todos os intervenientes tenham o mesmo entendimento. É também responsabilidade dos jornalistas assegurar-se que esta a dar a informação correta e apropriada”.

O concurso é patrocinado pelo ministério da Saúde em coordenação com sindicato nacional de jornalistas, SNJ,  e representações locais da OMS, do Fundo das Nações Unidas para População, Unfpa, e do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef.

O envio dos trabalhos jornalísticos para a 18ª edição do Prémio Saúde para Jornalistas podem ser feitos através das direções provinciais da saúde na comunidade, assim como nas delegações do sindicato nacional de jornalistas.

Em Maputo, os trabalhos podem serem entregues no sindicato nacional dos jornalista e no Ministério da Saúde, no departamento de promoção da saúde, até o dia 06 de Março de 2017.

Leia e Oiça:

Voluntários ajudam a implementar ODSs em Moçambique 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud