“Reino Unido não irá virar as costas para África após o Brexit”

30 novembro 2016

Afirmação foi feita pelo lorde Paul Boateng, integrante do parlamento inglês, que participa da primeira Semana de Comércio de África; segundo o político, o Brexit traz oportunidade para reforço das relações com países africanos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um integrante do Parlamento britânico afirmou que apesar do Brexit, o governo “não irá virar as costas para a África”. A declaração do lorde Paul Boateng foi feita na primeira Semana de Comércio de África.

A cimeira em Adis Abeba, na Etiópia, é organizada pela Comissão Económica da ONU para África, Uneca, e pela União Africana. Segundo Boateng, o Brexit traz “a oportunidade de se colocar o desenvolvimento no coração das relações comerciais” entre Reino Unido e continente africano.

Histórico

O político inglês explicou que a meta é minimizar a ruptura nas relações comerciais e aproveitar a oportunidade para reformular as relações entre África e Reino Unido.

Boateng garantiu aos participantes da Semana de Comércio que apesar das divisões políticas em seu país após o Brexit, a ligação histórica do Reino Unido com a África continua a ser central para o Parlamento.

Mas o representante confirmou ser um momento de incertezas e disse que mapear o futuro das relações comerciais com os africanos será uma tarefa enorme.

Ferrovias

Uma questão que preocupa o lorde Paul Boateng são as infraestruturas na maioria dos países africanos. O político nasceu e cresceu na Costa do Ouro, em Gana, e lembrou que os seus avós eram agricultores de cacau e de mandioca.

Segundo Boateng, existia nos anos 1950 uma ferrovia entre Tafo, região de cultivo do cacau, e o principal porto, Takoradi. Mas essa ferrovia não existe mais, o que prejudicou a agricultura em Gana. O político afirmou que o Reino Unido reconhece a importância desse tipo de infraestrutura para a promoção do comércio africano.

Ministros de vários países africanos, representantes de governos e de agências de desenvolvimento, executivos e integrantes da sociedade civil participam da Semana de Comércio de África. A meta do encontro é avançar com políticas de livre comércio no continente.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud